domingo, 5 de agosto de 2012

Da onde eu acho que vão vir 17 medalhas


Falei aqui ontem que ainda acredito que o Brasil chegue a 17 medalhas, número que imaginei no início da Olimpíada.
No momento, o Brasil está com sete, um ouro(Sarah), uma prata(Thiago Pereira) e cinco bronzes(Mayra,Rafael,Kitadai, Cielo e Robert/Bruno).

Segundo  o que imaginei, achei que o Brasil fosse estar um pouco melhor nesse instante, já que apostava no ouro do Cielo e da vela. Mas, numa Olimpíada, sempre há surpresas boas e ruins.
Ainda aposto nos quatro ouros e nas 17 medalhas. Números que falei aqui em 2010, depois em 2011, depois no início das Olimpíadas.

Os dois ouros do vôlei de praia ainda podem acontecer. Juliana e Larissa e Emanuel e Alison são favoritos. Um terceiro ouro, agora, estou apostando no futebol, já que o Uruguai, que era meu favorito, foi eliminado.

Aí o Brasil fecharia com quatro ouros, que era a minha ideia inicial.
As outras sete medalhas viriam de várias modalidades, para chegarmos ao número de 17. Primeiro, as medalhas mais “prováveis”:

Arthur Zanetti na ginástica, Adriana Araujo e Esquiva Falcão do boxe e vôlei de praia masculino, com Pedro Cunha e Ricardo.
Aí, faltariam três para completar o número de 17, que poderia vir:
Maurren, basquete masculino, Doda e/ou Rodrigo Pessoa, handebol feminino, Poliana Okimoto, Yane Marques, classe 470 da vela, Diogo Silva e Natalia Falavigna do taekwondo e os vôleis masculinos e femininos. As doze  medalhas citadas são mais difíceis de sair, mas acredito que três delas venham para se completar 17.

Isso sem contar alguns imponderáveis que podem acontecer, como foi o caso de Felipe Kitadai, e pode ser os casos dos revezamentos 4x100m masculino e feminino, Marilson, Yamaguchi Falcão, a equipe do hipismo, a Aline da luta ou o Fernando do levantamento de peso.

Não digo que caso o Brasil chegue ao número de 17 medalhas, quatro delas sejam de ouro, seja  um resultado bom. Mas será um resultado esperado.

E não me venha com aquelas histórias que os brasileiros amarelam, que as coisas só acontecem com a gente e bla bla bla
Siga o blog no twitter: @brasilemlondres

20 comentários:

  1. juro que eu queria concordar contigo nessa Guilherme,mas...

    ResponderExcluir
  2. Eh sempre bom ficar mudando o q tinha previsto. Mas nao acontecera. Chegar a 10 medalhas jah estara de bom tamanho. Levando se em consideracao os 2 bilhoes investidos no esporte nos ultimos 4 anos....200 milhoes de reais por medalha. Nenhuma infra estrutura nova no pais. Nemnhum centro novo. Nenhuma massificacao de nenhum esporte. Valeu a pena, o investimento. Varios cartolas devem estar com mansoes em SP, Rio, NY, Paris, etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo que vc disse..
      Nao acho o esporte brasileiro bom....Só que o problema não é nesses 15 dias de Olimpíada
      em todo ciclo

      Repito pela milésima vez: Nossos favoritos caem, assim como caem os de todos os países. As coisas acontecem com o Brasil assim como com todo mundo.

      E a Olimpíada está indo como o previsto.

      Aí vai de você achar ruim ou boa. Mas não é uma decepção. Decepção é se fosse previsto mais medalhas.
      Mas não..

      Abraços

      Excluir
  3. 17 MEDALHAS: difícil, mas plenamente razoável

    4 OUROS: essa não vai rolar. Deve vir um do futebol e um do vôlei de praia (ganhar os dois títulos na areia parece algo distante)

    ResponderExcluir
  4. Guilherme, também estou torcendo para que seus números estejam certos, mas depois de ver tantos favoritos caírem, tá difícil chegar a 17... o Brasil deve terminar com umas 13 medalhas.

    ResponderExcluir
  5. Nossa resultado, não há como esconder, vai ser decepcionante:

    1° Não iremos superar nossa melhor participação (Atenas 2004) e nem mesmo as Olimpíadas passadas (Pequim 2008)

    2º Temos sete campeões mundiais (Vôlei M, Vôlei de Praia M, Vôlei de Praia F, Salto com Vara F, Star M, 50m rasos M) Me deveremos sair com algo entre duas a quatro medalhas de ouro

    ResponderExcluir
  6. Boa noite GUILHERME!! Por mais explicações ou desculpas que se possa ter, pra mim é(ou será) mais uma FRACA(senão humilhante) participação brasileira numa OLIMPIADA!! Foram investidos muito mais do que há 4 anos atras, mas os resultados continuam PÍFIOS(senão ridiculos). Me desculpem os DEFENSORES DE ATLETAS, mas BRASILEIRO só vai bem quando está dentro de casa(no BRASIL, com certeza, faremos nossa melhor OLIMPIADA) e como nesses jogos demos AZAR em varios sorteios, eu acredito que nossa participaçãoserá ainda PIOR que em PEQUIM. No boxe ,é só pegar CUBANO que a gente APANHA, o mesmo vale pro JUDO(pegar JAPAO,FRANÇA é voltar pra casa na certa). Nossos FAVORITOS, malemá conseguem BRONZE e as ZEBRAS raramente acontece(só KITADAI por enquanto). Voce diz que outros PAISES tambem falham, mas num universo(como os EUA, CHINA, RUSSIA, JAPAO, AUSTRALIA) em que eles tem 70 ou 80 favoritos, é claro que alguma porcentagem minima falhará.Boxe só pegou CUBANO, HANDEBOL pega a campea olimpica e mundial(NORUEGA) e só o futebol ta dando sorte(ESPANHA, URUGUAI e INGLATERRA tão fora) e o VOLEI de PRAIA que ta dentro da normalidade!!Pra mim, nos falta PREPARO PSICOLOGICO E EMOCIONAL pra que os atletas ACREDITEM MAIS EM SIM. ABRAÇOS!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em partes.
      Mas devo repetir que a Austrália tem apenas um ouro
      e a natação já acabou...

      Excluir
  7. Penso ser razoável fazer críticas quando essas se fazem cabíveis, assim como acho uma vergonha, apesar de realista, que o COB projete 15 medalhas para o Brasil. Esse foi o número obtido em 96, quando pela primeira vez assisti e me fascinei pelos Jogos, e diga-se de passagem esse evento foi o último grande impacto no esporte olímpico nacional.
    Friso aqui que nesse meio tempo temos um ministério, desde 95, dedicado exclusivamente aos esportes, hoje com orçamento bilionário.
    De lá para cá a economia nacional cresceu a visibilidade brasileira no cenário internacional cresceu, o país planejou e fracassou várias vezes ser sede olímpica, até o Rio2016 e continuamos estancados em termos de conquistas. Com exceção da Ginástica artística que teve uma melhora exponencial nesse período, além do time feminino de handeball, não vi grandes evoluções. Alguns esportes oscilaram para mais ou para menos.

    Não, não tenho sonhos megalomaníacos, mas acho um disparate o país ser sede dos Jogos de 2016, meritrocaticamente falando, ainda que esse não seja o critério adotado na seleção. Todos sabemos a dimensão da carta branca que está sendo colocada nas mãos de pessoas incompetentes e de interesses duvidosos. De um presidente que após Pequim vem se vangloriar que o Brasil ficou na frente da combalida Cuba.

    Enquanto isso o centro de treinamento de esportes no gelo, anunciado em 2006, ficou por isso mesmo...

    ResponderExcluir
  8. Eu concordo com o Guilherme em outros paises os favoritos nem sempre ganham, além do povo brasileiro ter uma mentalidade muito futebolistica o que atrapalha na hora de avaliar o resultado em uma olimpiada !

    ResponderExcluir
  9. Concordo com as preocupações do colega de cima: vamos manter o nível de Atlanta 1996 (15 medalhas, se dermos sorte) e estamos empacados sendo que vamos abrigar os Jogos em 2016

    ResponderExcluir
  10. Na verdade, embora tenham sido feitos investimentos maiores do que em 2008, eles são feitos ou conduzidos da maneira errada. Esse é o problema. Nos EUA o investimento no esporte de alto nível começa nas escolas, passa pra Universidade e segue para vida profissional. Aqui, o esporte de base é tratado com total amadorismo e muitas vezes dirigido por pessoas com índole duvidosa. Enquanto isso, nosso ministro do esporte fica projetando 20 medalhas, nossa como ele entende de esporte!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Bruno Botafoguense5 de agosto de 2012 22:56

    Guilherme qm é favorito Esquiva falcão ou zoltan?

    ResponderExcluir
  12. Olha, eu concordo que todos falham, brasileiros, americanos, russos, chineses etc, a questão é que alguns países possuem diversos atletas com reais chances de conquistar uma medalha o que acaba equilibrando a balança no fim. O atletismo não pode reclamar uma medalha olímpica quando chega aos jogos com uma única misera chance, a natação não pode reclamar uma medalha de ouro nas olimpíadas quando disputa uma única e miserável medalha dourada. Isso não é fragilidade emocional é probabilidade!!!

    ResponderExcluir
  13. concordo com você é possivel se chegar as 17 medalhas é uma pena ja termos tantas chances boas de medalhas eliminados, mas é possivel se fazer um boa campanha ainda. gostaria de perguntar a você se o blo continuara apos as olimpiadas gosto muito dele e vejo todo dia esper que você continue e possa aumentar seu trabalho.

    ResponderExcluir
  14. Cara,
    vc confundiu CHANCE DE MEDALHA com FAVORITISMO POR MEDALHA. Chance de medalha é mto mais precário. Em mutos dos esportes q citastes, o Brasil tem uma tênue chance de medalha. Em outros como o vôlei de praia , tem favoritismo, ou seja, chances reais.

    O Brasil deve voltar com 11 ou 12 medalhas no máximo. Não mais do q isso. Ouro mesmo, o Brasil só tem chance nos dois vôleis de praia e no futebol masculino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi dar de sabichão e quebrou a cara hahahahhaha, Zanetti ouro

      Excluir
    2. Brasil já tem 8 medalhas e + 2 garantidas (boxe). Você continua achando que o Brasil só terá 11 ou 12 medalhas???

      Excluir
  15. Li seu post gostei, tb acredito no Brasil e vão ser 5 as medalhas de ouro !!

    ResponderExcluir
  16. Guilherme, pela primeira vez desde que aprendi a amar os esportes em geral e a torcer para o brasil, nunca acompanhei um ciclo olímpico como acompanhei este. Tem muitas pessoas que confundem favoritismo por uma medalha como medalha certa, impossível de perder. Se fosse impossível alguem perder uma medalha pq todos os outros iriam disputar? Mandava logo a medalha pro cara via correio e pronto.

    O Brasil tem melhorado muito nos esportes como um todo, mas ainda falta muito. Porém, de fato, nunca chegamos com tantas chances reais de medalha. Eu comecei a gostar do seu blog no momento que vi que vc dizia que o brasil ganharia 17 medalhas. Desde o ano passado eu estou acreditando que o brasil traria perto de 20. Acompanhei a evoluçao do boxe, do judô, da ginástica, da nataçao... Sabia que estes esportes poderiam trazer muitas medalhar para nós. Pra mim as unicas decepçoes pro brasil foram cielo, leandro guilheiro e felipe frança. Os outros fizeram próximo do que se esperava. Porém zanneti e tiago pereira ganharam medalhas que eram sonhadas mas nao esperadas de fato.

    Todos os países tem suas zebras pro bem e pro mal. Ontem a americana perdeu o salto sobre a mesa com o ouro ganho. Aquela sim foi medalha perdida. Acredito que o brasil continuará melhorando e em 2016 ganharemos próximo as 30 medalhas, de oito a dez de ouro. E vc quantas vc acha que brasil ganha no Rio?

    Nao fique chateado com essas pessoas que nao entendem muita coisa de esporte, so assiste, mal, mal, olimpiada e acham que os brasileiros amarelam, so pq nao ganham as medalhas que apenas sonham ganhar, sem incentivo quase nenhum nem de governo, nem de patrocinadores, as vezes nem da família.

    Continue com o blog, pq ele virou um ótimo ponto de pesquisa e de encontro com o conhecimento olímpico. Parabéns.

    PS.: E o Brasil já tem 11 medalhas garantidas, e ainda faltam as medalhas dos esportes coletivos, do volei de praia e de alguma surpresa no atletismo, que sempre vem (prata no 4x100 em sydney, ouro com maurren em pequim...). Acredito no esporte brasileiro e sou torcedor. E pra mim torcer é isso, acreditar mesmo que nao seja lógico e nem real.

    ResponderExcluir