quarta-feira, 28 de setembro de 2011

EUA no Pan


"EUA não levam ninguém para o Pan". Isso é mentira. " O Pan é tão importante para os EUA quanto é para o Brasil". Também é mentira.

Nem lá, nem cá. Assim será a delegação norte-americana no Pan de 2011, com cerca de 600 atletas, dentre eles campeões olímpicos e mundiais. Facilmente ficarão na primeira posição do quadro,devem ganhar quase ou mais de 100 ouros. O total deve beirar 300.

A delegação americana ainda não foi 100% anunciada, mas dá para ter uma ideia do que veremos. Em 20 esportes olímpicos, eles levarão seus principais atletas, em dez levarão equipes mescladas, sejam B,C,D ou J. No futebol, nem levarão atletas. Ou seja, quase 66% da delegação norte-americana será composta pelos principais atletas do pais.

Os esportes consagrados do país, natação,atletismo e ginástica que, juntos, levaram 64 das 110 medalhas em Pequim não levam seus principais atletas. No atletismo são 14 atletas titulares entre os 90 inscritos, apenas um deles é medalhista olímpico, Jennifer Sunn no salto com vara. Na natação,dois dos quarenta nomes são titulares. Na ginástica, equipe B devido a proximidade com o mundial, que tem início dia 7.

São equipes reservas, são. Mas que contam com atletas de alto nível. Shawn Johnson ganhou quatro medalhas em Pequim na ginástica. CJ Maestas tem ótimas notas no masculino. No atletismo,além dos 14 titulares que foram ao último mundial, outros reservas tem boas marcas. Na natação, alguns atletas top-15 do ranking mundial de 2011. Ou seja, são equipes reservas, mas ainda fortes.

Os esportes "badalados" coletivos,como vôlei,basquete,futebol e vamos colocar também o vôlei de praia, vão sem os principais atletas. No futebol, nem vão levar atletas. No basquete, time jovem no feminino, com destaque para a melhor jogadora americana do último mundial sub-19 em que o país saiu com o título, e um time da 2ª divisão da NBA no masculino, que é mais forte que os universitários do último Pan, mas ainda longe das estrelas do basquete americano. O vôlei ainda não teve os nomes divulgados, mas deve ser um time mesclado no masculino e um time forte no feminino, mas nada confirmado. Por fim, no vôlei de praia, atletas que não disputam o Circuito Mundial.

O tênis também está longe de levar seus melhores atletas.No masculino três atletas na casa dos 200 do ranking.No feminino,porém,três top 70 do mundo, inclusive com atletas que foram bem no US Open. Na Luta Olímpica, uma equipe B deve representar o país(ainda não foi anunciado) mas uma equipe B que é forte, pois a modalidade é incrivelmete divulgada por lá. O remo vai com um time B, mas um time B que tem cinco medalhistas olímpicos, inclusive um deles campeão.

Mas, na maioria dos esportes os americanos levam seus principais atletas. Mas são os esportes menos badalados,mas que os americanos também ter força. A esgrima, que levou seis medalhas em Pequim,vai com equipe completa, os três primeiros do ranking em todas as armas,inclusive com campeã olímpica. O tiro também levou seis medalhas em Pequim e vai com equipe completa para o Pan, menos Jason Turner.São quatro medalhistas olímpicos.

O hipismo norte-americano vai com time completo no adestramento,CCE e saltos, todos entre os melhores do mundo. Nos saltos, vão três medalhistas de OURO por equipes em Pequim. No taekwondo, nenhum dos três medalhistas de Pequim estarão no Pan,mas não porque não querem e sim porque os melhores do país já são outros e o time está completo em Guadalajara,menos Steve Lopez,machucado. Na vela, outro esporte tradicional,equipe completa com os melhores norte-americanos,inclusive com medalhistas nos mundiais do ano passado. No judô,os melhores estarão no Pan,inclusive a campeã mundial de 2010 e rival de Mayra Aguiar, Kayla Harrison. A equipe de saltos ornamentais também vai completa,com medalhistas em mundiais. No triatlo, quatro dos seis atletas já medalharam em campeonatos mundiais.

O polo aquático, medalhista em Pequim tanto no feminino como no masculino, vai com força total para o Pan, os melhores atletas. O hóquei na grama também vai com todos os principais nomes, mas em nível internacional a equipe não é tão boa, apesar de sempre figurar entre os 10 primeiros. O handebol,sem tradição alguma no país mas que está crescendo aos poucos com boas ações de marketing vai com os melhores jogadores.

Esportes que o país não conquista muitas medalhas para o país atualmente em campeonatos mundiais, como tênis de mesa,boxe,tiro com arco, e nado sincronizado, vai com os melhores do país. Esses esportes já trouxeram muitas glórias para o país. Outros, com menos tradição, como badminton,canoagem,levantamento de peso,pentatlo moderno levam os principais atletas, assim como na ginástica rítmica,ginástica de trampolim,ciclismo MTB,BMX e pista e maratona aquática.

Por fim,vale lembrar que o Pan tem também modalidades não olímpicas e nessas, tirando o beisebol, os americanos levam seus principais atletas, com medalhistas olímpicas do softbol e campeões mundiais do boliche e raquetebol, além de bons atletas no caratê e nas outras modalidades não olímpicas.

Façam suas análises.Os números estão colocados e podem ser interpretados. Acho que esse consenso que muita gente fala que os EUA não levam ninguém para o Pan é totalmente errado. Mas temos que saber que um terço dos atletas não são os titulares.

Siga o blog no twitter: @brasilemlondres

2 comentários:

  1. A MVP do campeonato sub 19 feminino de basquete foi a Damiris Dantas.

    ResponderExcluir
  2. Corrigido

    Abraços!

    ResponderExcluir