sábado, 28 de abril de 2012

"Passaporte Carimbado"- Everton Lopes

"A nossa pressão é a pior de todas.Não é a pressão de técnico, imprensa, é a que a gente põe na gente mesmo. Mas eu consigo controlar a pressão"

Foi assim que o campeão mundial de boxe, Everton Lopes, me respondeu todas as vezes que conversei com ele sobre o fato de ser o atual campeão mundial.

Everton surpreendeu a todos ao ser campeão mundial de boxe, ano passado, no Azerbaijão, na categoria até 64kg. Com 18 anos foi medalha de prata no Pan de 2007, com 20 recém completados disputou sua primeira Olimpíada, foi eliminado na primeira rodada de Pequim e, com 23 se tornou o primeiro brasileiro campeão mundial.

Na ocasião, Everton destruiu todos seus adversários. Venceu todas suas lutas até com uma certa tranquilidade em termos de pontos até chegar a decisão contra o ucraniano Denis Berinchyk, em que venceu por 26 a 23.

O boxe brasileiro cresceu muito no último ciclo olímpico, principalmente com o apoio da Petrobrás. Resultados vieram e os atletas passaram a viajar mais tanto para competir como para treinar: "Nessas viagens a gente ganha ritmo e pega os mesmos atletas que vão estar na Olimpíada, aí a gente já sabe como vai ser a luta".

Por ser o atual campeão mundial,Everton está mais visado pelos seus adversários, que tentam prever seus golpes. Mas o baiano não tem medo "As vezes eu faço uma coisa, as vezes faço outra. Tudo pode ser uma surpresa. Mas eu sei que está todo mundo vendo meus golpes" garante.

Dentro do ringue, o principal trunfo do atual campeão mundial é a esquiva, fugir dos golpes. No ataque, os artíficios são muitos, mas ele destaca um: "Tenho um belo gancho. Se me travar na direita, solto na esquerda".

Uma pedra em seu sapato é o cubano Roniel Iglesias, que foi eliminado na primeira rodada do mundial pelo ucraniano Barinchynk e por isso não chegou ao pódio. No Pan, o medalhista de bronze em Pequim e campeão mundial em 2009 venceu o brasileiro sem grandes dificuldades na semifinal. Na saída da luta do Pan,Everton marcou novo encontro: "Dessa vez ele mereceu ganhar. Mas em Londres a gente se encontra de novo".

Acredito muito na força do Everton que já mostrou que estava bem em 2009, quando ficou em quinto no mundial. Em 2010 "pulou de peso" para categoria até 64kg e se encaixou muito bem. É a principal esperança de quebra de tabu do boxe brasileiro, que não sobe ao pódio desde 1968. Acho que ele não chega como favorito ao ouro, apesar de campeão mundial, mas com certeza tem grandes chances de medalha.

A série Passaporte Carimbado falará das chances de cada um dos brasileiros que vão a Londres. Objetivo é chegar aos Jogos Olímpicos tendo entrevistado TODOS os brasileiros de provas individuais e uma boa parte dos esportes coletivos. 

Siga o blog no twitter: @brasilemlondres

Um comentário:

  1. Ow gostei muito das postagens... Bem criativas... parabéns..
    Nova post lá no blog, passa lá.
    http://jpbigblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir